Pular para o conteúdo

O que verificar na compra de um betta

Parabéns! Certamente você está a um passo de se tornar um aquarista criador ou fã de bettas.
Se você não tem experiência com bettas, saiba que este artigo é para você!

Elaboramos um mapa mental para você escolher seu peixe. Lembre-se que isto servirá para avaliações futuras, quando você estiver analisando seus bettas para fins comerciais ou exposição, senão ainda como matriz, ou seja, formação de casal para reprodução. Isto virá mais à frente se você quiser se tornar um criador.

A manutenção da saúde do animal é essencial. Permite que ele viva por muito mais tempo, sendo um peixe mais ativo, reprodutor e territorialista, o que nos bettas é fundamental.

Retiramos estes critérios do método de julgamento que propomos aqui no Betta Project. São elementos que, juntos, selecionam bettas com saúde excelente, pois exemplares doentes não devem ser submetidos, via de regra, à reprodução e, principalmente, a exposições especializadas de bettas.

Através desta lista, você poderá selecionar seu seus bettas, qualquer que seja sua origem: de petshops ou diretamente de criadores. Os bettas de petshop geralmente são peixes que são revendidos, isto é, um piscicultor registrado cria bettas e os vende a atacados que, por sua vez, os repassam às lojas. Estes bettas têm, em geral, uma viagem muito mais longa até o destino final, que é o ambiente doméstico do aquarista. Além disso, tendem a ser mais velhos do que aqueles comprados diretamente com criadores.

Por outro lado, há criadores de bettas no país inteiro. Lembre-se que a temperatura não é impedimento para a criação de bettas em pequena escala; um ambiente climatizado (estufa indoor) ou mesmo um aquário com aquecimento para manter a temperatura constante resolve este assunto.

Você poderá fazer contato com um desses por meio de redes sociais (grupos ou via direto), busca na web ou indicação, senão ainda marketplaces (Mercado Livre ou outro site, por exemplo). Sugerimos também, justamente neste ponto, que você faça download de nosso ebook sobre a Classificação de Bettas quanto a Cores e Distribuição de Cores. Clique na imagem abaixo para isto, e cuide para não trocar gato por lebre no mercado de bettas.

Voltando aos quesitos para a seleção na ocasião da compra, considere os aspectos abaixo como relevantes na escolha de seu(s) exemplar(es), seja como animal de estimação (pet) ou para criação doméstica.

Mapa mental: quesitos desclassificatórios para aquisição, troca ou exposição especializada de bettas

 

Somos da opinião que um animal doente deve primeiro ser tratado para então ser passado adiante. Especificamente, os bettas podem sofrer muito na aclimatação e até morrerem nesta ocasião se muito debilitados! Logo, primeiro se trata a doença para então avançar com ele na reprodução ou comercialização/troca. Esta é nossa opinião. É possível que haja aqueles que se opõem, mas seriam situações à parte.

Colocamos abaixo fotos de estados de saúde indesejados do betta. Esteja atento no princípio de sintomas de baixa imunidade do betta se algum de seus exemplares estiver com problemas de saúde! É imprescindível que o aquarista sempre esteja observando seus peixes com olho clínico para seu estado de saúde.

Em bulas de medicamentos para peixes, sites e livros especializados sobre saúde de peixes você encontrará informações muito interessantes (e importantes!) que complementam este artigo.

Veja alguns exemplos indesejados quanto ao estado de saúde:

  

  

É importante que o betta sempre esteja saudável, ou seja, ativo no aquário, alimentando-se, com cores vívidas e em conformidade no seu estado de saúde.

Lembre-se também de solicitar ao criador (se for uma visita pessoal) ou ao atendente no petshop, para alimentar o betta, de forma que você possa comprovar que ele está se alimentando normalmente.

Visite nossa página inicial. Lá você conhecerá as etapas em que classificamos a jornada dentro do mundo dos bettas.

Desejamos sucesso com seus bettas!

Referências:

[1] Arquivo interno Betta Project
[2] Imagens da Internet

(c) 2014 - 2022 Betta Project - A DNA Experience. All rights reserved