genetica-de-bettas

Certamente você já deve ter visto na web ou presencialmente bettas denominados KOI, Fancy, Galaxy, Black Mamba, Black Samurai, Monster e outros. E ainda, questionado-se como obtê-los.

Bettas com estes fenótipos classificamos como multicoloridos instáveis. Ou seja, suas características visuais (cores e arranjo de cores, especificamente) se modificam de maneira espontânea ao longo da vida do betta. Nos casos mais extremos, esses multicoloridos chegam a perder totalmente todas as cores (corpo e nadadeiras), originando os chamados cellophanes (celofane).

Os dois genes responsáveis por tal façanha são denominados Perda de Vermelho (Red Loss) e Mármore (Marble), ora concomitantemente atuando, ora não. Dessa forma, os indivíduos resultantes nas ninhadas de matrizes com estes conjuntos de genes não terão como certo o mesmo padrão de cores e arranjo de suas matrizes.

Estes padrões ganharam significativa fama entre aqueles que apreciam bettas coloridos, porém muitas vezes desconhecem que aquele “padrão” comercialmente nomeado é mutável ao longo da vida do peixe, alterando-se em questão de poucos dias ou semanas, suprimindo cores e/ou brilho, inclusive a opacidade existente (claro, se houver) alterando-as sem previsão de quando ou como ocorrerá.

Por outro lado, temos consciência que o mercado e mesmo exposições de bettas mundo afora têm recebido e apreciado multicoloridos instáveis com forte apreço. No entanto, a Genética do Betta permite a identificação, tanto de problemas que poderão ocorrer ao longo dos trabalhos dos criadores, quanto soluções possíveis para erradicar (ou minimizar) esses problemas.

Entretanto, como faz parte da missão do Betta Project alertar você para o fato de que, quando esses dois genes nefastos (Red Loss e Marble) são introduzidos em linhagens estáveis – voltamos a frisar –, em linhagens estabilizadas, tradicionais, há um prejuízo muitas vezes irreversível, pois a previsibilidade de resultados obtidos nessas linhagens (antes) estáveis, deixará de existir. Em outras palavras, passaremos a obter somente esses multicoloridos instáveis.

O vídeo a seguir traz mais detalhes da origem e modelagem genética destes exemplares.

Gostou? Curta e compartilhe. Sua opinião e participação são importantes para nós.

Boa sorte com seus bettas!